terça-feira, 1 de junho de 2010

Luiza Valle


A poesia sorri para mim,
D´um abraço, faço verso,
D´um afago, In_contro_verso,
D´uma prosa...amorosa
A janela do teu olhar.
Brinco nesta rima,
Sem cismas.
Nas asas do anjo
Plaina segura A_ poeta,
Num tempo,inspiração
E fora de tempo, sempre emoção
E sem, contra_tempo
Atempo de amar...

A_poeta_ do_ Rei

"do verso a prosa cuidadosa
da rima que brinca
em ritmo da respiração
como criança correndo
no campo
atrás de uma bola
que rola e diverte.
mas é seria a brincadeira
ele amadurece o coração
e enobrece o sentimento"
Heberle Babetto