quarta-feira, 4 de março de 2009

encarnação

Encarnar seu desejos
naturais por serem anseios
que fluem com os enleios de tua essência,
que pulsam entre gemidos e urros trêmulos...

o gozo de sua alma
é coisa linda de se ver,
desperta a calma
e serena alegria.

e ao cair da noite
desperta como virgem,
que lateja entre o pudor
e a lascívia encarnada...

em teu peito intumescido
derrama o leite do teu desejo
claro com a láctea via
bebo com gulosa vontade
e sinto o sabor da tua delícia
em sonho terno e intenso.

sua flagrante presença
deflagra aromas abundantes
que me leva pelos caminhos
do ócio sagrado.

que escorrem entre as horas,
onde posso encarnar teu desejo
e realizar tua sagrada luxuria..

Heberle Babetto
30 de novembro 2008


Ursinho Brad