quarta-feira, 4 de março de 2009

INEVITÁVEL

O inevitável sorriu pra mim...
Era claro e alvo, escuro e denso.
Dentro de ti se encontrava,
intenso carinho e cuidado zeloso.
A vibração que emanava, era de leveza.
E que me deixava cada vez mais seguro.

Um novo sentido de liberdade, se pôs.
Uma nova amplitude, onde me deixar experimentar
e poder me expandir, era crescimento.

Onde o ser, não era mais opcional era condicional.
Como era incondicional estar aqui nesse momento.
Assim minha Alma foi arrebatada de mim mesmo,
foi liberta do fluxo de servidão do tempo e do espaço.
Do tempo, que se acaba aqui, no eterno presente.
Em amor incondicional.
Heberle Babetto


30 de novembro 2007