quinta-feira, 29 de setembro de 2016

jardins da alma



Há momentos em que a alma 
não se lembra desse jardim [que é o seu interior]: 
tudo parece seco, 
sem água para sustentar, 
tendo-se a impressão que a alma jamais teve em si virtudes. 
É grande o sofrimento.
«O bom jardineiro sem água
mantém as flores e faz crescer as virtudes».
Santa Teresa de Jesus | 1515 – 1582