domingo, 20 de novembro de 2016

Almas Viventes

Almas Viventes.
Mortos a caminho do trabalho.
Multidões inexatas.
Escorrem como um rio 
Lento e preguiçoso

Toda manhã.

Inertes em si mesmo
A despeito das coisas
Retornam ao mar.
Onde evaporam e renascem,
Como se fosse um auto-exílio.


Heberle Sales Babetto