sexta-feira, 18 de novembro de 2016

el lobo

Chapeuzinho Vermelho,
 quando sonha seu sonho,
 tem o lobo no meio
 e um medo medonho.

 Mas também tem vontade
 de seguir seu caminho. 
 E encara a verdade,
 modifica o destino.

 Se perder a esperança,
 ao olhar-se no espelho,
 não verá a criança
 e desbota o vermelho.

 Se não é confiante,
 já não come nem sonha.
 Tem o lobo distante
 e a cara tristonha.

 Mas, se grita o vermelho
 e o sonho se solta,
 tem o lobo no meio
 e alimenta a revolta.

 (do livro Fadas Guerreiras, com adaptação do autor)
 Carlos Augusto Cacá